Desmistificando a Mamotomia. Método torna diagnóstico do câncer de mama mais preciso

A médica radiologista da Lucilo Maranhão Diagnósticos, Dra Beatriz Maranhão, responde algumas dúvidas sobre o exame que auxilia no diagnóstico precoce do câncer de mama.

O que é a mamotomia? A mamotomia é uma biopsia a vácuo de fragmento de lesões mamárias. Recolhem-se pedaços da imagem a ser reestudada por um procedimento de vácuo, retirando mais material quando comparada a biopsias habituais.

Como é feito? Pode ser feita através da ultrassonografia, mamografia ou, menos comumente, ressonância magnética. O procedimento é feito com anestesia local, é bem simples e dura cerca de uns 10 minutos. Ao sair da sala é colocado um curativo compressivo, que deve ser retirado em 24 horas. A indicação é evitar pegar peso, utilizar sutiã e fazer a crioterapia (colocar gelo no local do procedimento). Geralmente os pacientes não sentem dor no pós-procedimento, no entanto, caso ocorra, um analgésico pode ser prescrito.

Quando o exame é indicado? A mamotomia é indicada em casos selecionados onde existe limitação da realização da biopsia de fragmento (agulhas grossas), lesões muito pequenas, ou com risco de subestimação histológica.  O exame deve ser feito depois que outros exames mais simples de imagens detectaram a presença de uma lesão ou tumor nas mamas.

Para que serve? É utilizada para evitar a chance de subestimação histológica. O procedimento ainda é válido na tentativa de retirar toda lesão quando em casos bem selecionados. No entanto um alerta deve ser feito: a mamotomia é um estudo da imagem, não é um tratamento definitivo. O intuito do procedimento, assim como as biopsias mamárias em geral, é de diagnósticos pré-operatórios. Eventualmente a mamotomia, por retirar bastante material, pode remover a lesão por completo, quando esta é muito pequena.

Vantagens de fazer uma mamotomia? A possibilidade de suplantar a dificuldade de realizar na biopsia de fragmento. Eventual possibilidade de poder retirar toda lesão, desde que muito pequena, na área que fez a biopsia a vácuo. No entanto, vale lembrar sempre que o papel da mamotomia é de diagnóstico, não de tratamento curativo.

Tem riscos e complicações? Os riscos e complicações são os mesmos dos procedimentos intervencionistas da mama. Obviamente a mamotomia, sendo uma biopsia mais ampla, pode-se ter uma taxa maior de hematomas. O risco de infecção é baixíssimo e a maior parte das complicações são as equimoses e os hematomas.

Link curto desta publicação: https://sland.site/2Hec8ab
Mostrar mais

Publicações da mesma editoria e/ou vista no instagram