A Jaeger-LeCoultre apoia a exposição ”The Supermarket of Images” apresentada pela galeria nacional do Jeu de Paume em Paris

Colaboradora especial da Galeria Nacional do Jeu de Paume em Paris desde 2006, a Jaeger-LeCoultre convida você a descobrir “The Supermarket of Images”, uma poderosa reflexão sobre a economia da imagem – ou ‘iconomia’ – a partir de 11 de fevereiro de 2020. Enquanto espaço de criatividade dedicado à imagem e à fotografia, a Galeria Nacional Jeu de Paume cumpre novamente sua promessa de ultrapassar as barreiras no que diz respeito ao estudo da cultura visual. Com o apoio da Jaeger-LeCoultre, um talentoso coletivo de artistas confronta a hiperprodução de imagens que caracteriza nossa sociedade e aborda as consequências da mercantilização de tudo o que é visível. Uma exposição que reflete o ritmo de uma era, a imagem de nossos tempos.

Um coletivo de talentos em ação
Como parte de sua estreita colaboração com a Galeria Nacional do Jeu de Paume, a Jaeger-LeCoultre interessa-se em acompanhar evoluções artísticas e participar de movimentos criativos em todas as suas formas.

* Leia também:  Nordeste brasileiro recebe o primeiro congresso internacional sobre inclusão

The Supermarket of Images confronta o espectador com as questões que a nova “iconomia” levanta, a forma pela qual as imagens se propagam e são negociadas em nosso mundo moderno, o esforço humano (ou processo não humano) presente em sua criação e a variação dos valores que elas representam ao circularem pelo mundo. Como um único ponto de vista não conseguiria abranger completamente um tema tão ambicioso, a Galeria Nacional do Jeu de Paume conta com um forte coletivo de artistas para destacar e clarificar suas fronteiras.

A Jaeger-LeCoultre, que aposta desde sua fundação no trabalho conjunto de criação e inovação, abraça essa abordagem. Ela reflete a mentalidade que impulsiona a dinâmica única da Manufatura. Tanto na fotografia quanto na relojoaria, o genius loci, o “espírito do lugar”, encontrou realmente um lar.

* Leia também:  Manoela Nogueira assina espaço de beleza no Recife Antigo

Uma visão compartilhada
O encontro entre a Jaeger-LeCoultre e a Galeria Nacional do Jeu de Paume em 2006 é o encontro entre dois mundos que reconhecem instantaneamente como tudo o que é essencial um ao outro é o que os aproxima ainda mais. Desde 1833, a Manufatura coloca relojoeiros, engenheiros, designers e artesãos sob um mesmo teto. Trata-se de um lugar de compartilhamento e transmissão, um espaço onde a confiança mútua tece o sentimento de pertença que caracteriza o estilo diferencial da Manufatura, o equilíbrio absoluto entre sofisticação e proeza técnica. Como local de realização de exposições, conferências, simpósios, oficinas e performances, a Galeria Nacional do Jeu de Paume também é um local de convergência. Nela, a fotografia se reinventa constantemente como uma força inovadora, às vezes disruptiva, sempre ultrapassando fronteiras. O futuro é vislumbrado, assim, de forma precursora.

A inspiração que rege esses dois lugares, um em Paris e outro no Vallée de Joux, também carrega consigo a noção de respeito. Uma foto não captura uma imagem apenas para fechá-la em uma moldura congelada. Da mesma forma, para a Jaeger-LeCoultre o objetivo de um relógio não é capturar o tempo, mas incorporá-lo em sua expressão mais precisa e significativa. Por essa razão, o vínculo entre a Jeu de Paume e a Grande Maison é perene.

* Leia também:  Como organizar seu tempo para os estudos

Link curto desta publicação: https://sland.info/2TbcrMu
Tags
Mostrar mais

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative o seu Adblock para um melhor funcionamento do site.
Abrir Chat
1
Precisa de ajuda?
Olá, tudo bem?
Como podemos ajudar?
Powered by