Empreendimentos de alto luxo na onda do turismo local aquecido

2015. O ano em que o dólar comercial teve o maior valor de fechamento desde a criação do Plano Real, em 1994, e que fechou, no mês de setembro, a  R$ 4,054 na venda. O recorde anterior era o do dia 10 de outubro de 2002, quando a moeda norte-americana havia fechado a R$ 3,99. Para muitos, choque, preocupação e prejuízo. Alguns setores, entretanto, viram neste cenário uma premissa de boas perspectivas, que já começam a se confirmar.

O turismo doméstico, por exemplo, é um deles. Entre dezembro de 2015 e o período de Carnaval, em fevereiro de 2016, o segmento pretende crescer até 8% em relação ao mesmo período de 2014/2015. Segundo o presidente do Conselho do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB), Roberto Rotter, em entrevista recente à Folha de São Paulo, no último ano, a taxa de ocupação média em hotéis foi de 55%. Agora, deve subir para mais de 60%. A explicação é que se as viagens ao exterior ficaram mais inviáveis, o cliente modifica o local de desembarque, mas não deixa de viajar.  Em uma das maiores agências do país, a CVC, os destinos nacionais costumam representar 60% do volume de vendas; neste ano, subiram para 65%.  Estimativas da Associação Brasileira das Agências de Viagem (Abav) também preveem que o mercado nacional fechará o ano com crescimento.  A expectativa é que, no segundo semestre, haja um aumento de 5% na comparação anual enquanto as vendas internacionais devem passar por uma queda de 10% frente ao balanço de 2014.

O resultado?  Boas notícias e perspectivas para quem quer morar ou investir no quinto destino de lazer mais procurado do Brasil: Porto de Galinhas e região, que já recebe cerca de um milhão de pessoas por ano.  Um cenário adequado, então, para o tipo de investimento em um segmento que já trará retorno a curto prazo: empreendimentos imobiliários de alto luxo. É o caso do La Fleur Polinésia Residence e Resort, da Ara Empreendimentos, localizado em Muro Alto, uma das áreas mais concorridas do Litoral Sul de Pernambuco. Após um ano de boas vendas com a primeira fase do empreendimento, lançado em fevereiro de 2014, em dezembro de 2015 a empresa apresenta as duas últimas etapas. O La Fleur foi eleito o campeão em vendas de flats no verão 2014/2015 no Litoral Sul, segundo apurado em pesquisa realizada pelo Lince Instituto. Em unidades térreas, por exemplo, que possuem uma piscina de uso exclusivo do proprietário, as vendas atingiram 100% das unidades lançadas. Diante desse sucesso o lançamento da última fase do empreendimento foi antecipada para esse mês, Dez/2015.Em uma área total de aproximadamente quatro hectares, o La Fleur engloba resort e amplos flats à beira mar como opção de segunda moradia e VGV previsto em R$ 164 milhões.

O La Fleur é inspirado na arquitetura da Polinésia, que valoriza a presença de varandas, integração interior e exterior, além da presença de luz e ventilação naturais. Materiais como palha de coqueiro, madeira e madrepérola ganham ares de sofisticação, compondo ambientes diferenciados e aconchegantes, onde o paisagismo casa com a arquitetura proposta em projeto idealizado por Benedito Abbud e Humberto Zirpoli.

Imagens: Divulgação
Imagens: Divulgação

Ele irá dispor de 148 quartos e conta com a assinatura ‘resort de praia by Portal de Gravatá’. Conhecida do grande público como marca hoteleira de campo, o Portal de Gravatá assume também o seu papel de franquia hoteleira do La Fleur Polinésia.  A qualidade do atendimento e excelência dos serviços já conhecidos também fará parte do universo do empreendimento, que também contará com 228 flats, a partir de R$ 647 mil. As unidades poderão ter dois quartos (73 m², com uma suíte) ou três quartos (110 a 115 m², com duas suítes), além de sala para dois ambientes, banheiro, cozinha e varanda com vista para o mar e para as praças.

A área comum dos empreendimentos contará com praças com mais de 1,8 hectares destinados ao lazer e bem-estar. São três mil metros quadrados de lâmina d’água, além de mais de 20 itens de lazer, entre eles sauna, bar da piscina, clube praia, hidromassagem aquecida, praça de eventos, entre outros. Já no item serviços, estarão disponíveis concierge, recreação para adultos e crianças, aulas de esportes náuticos e tênis, lavanderia, room service, massagista, traslado, personal trainer e aulas de ioga, ginástica, pilates ou hidroginástica.

Os proprietários do flat terão a possibilidade de escolher entre três pacotes com garantia de flexibilidade: taxa de condomínio residencial, taxa de condomínio residencial + taxa básica resort ou taxa de condomínio residencial + taxa completa resort. Ele ainda poderá optar pelo sistema pay per use, onde só são pagos os serviços que forem utilizados. Com as obras na fase de instalações e cobertas, o projeto tem previsão de ter sua primeira fase entregue em agosto de 2017.

Link curto desta publicação: http://goo.gl/FTVgrs
Mostrar mais

Publicações da mesma editoria e/ou vista no instagram

Você também pode gostar

Fechar