Ray-Ban ocupa prédio e traz instalações artísticas para contar histórias de orgulho e pertencimento

A Ray-Ban escolheu um prédio histórico na Sé, no Centro de São Paulo, para contar histórias da campanha #ProudToBelong (Orgulho de Pertencer), lançada globalmente pela marca em abril. O projeto “Ocupação Ray-Ban”, idealizado e realizado pela Hands, acontece em dois finais de semana do mês de maio – nos dias 10, 11, 17, 18 e 19 -, e dará protagonismo a artistas com histórias relevantes de orgulho e pertencimento através de diferentes instalações desenvolvidas especialmente para a ocasião. O espaço será aberto ao público e contará também com atrações musicais e talks com artistas e influenciadores convidados.

Em 21 salas interativas distribuídas em quatro andares, mais de trinta artistas foram chamados pela Ray-Ban para contar suas histórias de pertencimento através de obras autorais. Essas exposições, em formato pop-up, terão como principal objetivo o compartilhamento de experiências que conectam pessoas. No caso, as criações serão o a conexão entre os expositores e o público para passar a principal mensagem de #ProudToBelong dentro de três sentimentos essenciais: vulnerabilidade e empatia, paixão e alegria e confiança e orgulho.

A jornada para inspirar aqueles que constroem a cultura do amanhã traz Speto, mineiro radicado em São Paulo que tem o Hip Hop e o Street Art na construção de sua identidade como artista. Em uma área descoberta no primeiro andar, suas xilogravuras com referências da literatura de cordel contam uma história marcada pela miscigenação – Speto é descendente de índios, africanos e espanhóis. Já a sala que abriga o bar, os shows e os sets de DJs e reúne os neons de Alê Jordão. “Quando levamos o projeto para a Ray-Ban, ele se encaixou perfeitamente na campanha que estava sendo criada globalmente pela marca. O fit foi imediato, e a partir disso começamos a afinar o discurso e o projeto a quatro mãos”, destaca Marcelo Lenhard, CEO da Hands.

No segundo andar, os visitantes poderão encontrar os lambe-lambes do artista Bueno, que também fará um workshop. No mesmo pavimento, estará a poesia da baiana Camila Lordelo e a arte experimental de Gabriel Ribeiro, do Instituto Coletivo. No terceiro pavimento, a multidisciplinaridade de Avaf, a persona artística de Eli Sudbrack, os crochês de Anne Galante, a estamparia colorida de Gabriela Forjaz e os balões coloridos de Flávia Junqueira estão entre as principais instalações. O quarto piso dará espaço a Zeca Gerace, do Estúdio Xingu, e Thiago Toes, com obras premiadas em festivais internacionais.

No térreo, onde ficará localizada a Pop-Up Store da Ray-Ban, uma réplica do prédio onde acontece o evento estará exposta pelas mãos de João Cunha. “A história de pertencimento desses artistas será o ponto chave de nossas ativações e interações com o público”, ressalta Gropp. A produção do evento é assinada pela agência Hands.

Além da programação e de uma Pop-Up Store com novos modelos da Ray-Ban, o prédio da Sé sediará festas abertas ao público nas noites dos dias 10, 11, 17 e 18 de maio e acontecem no primeiro andar. O line-up será formado por nomes como Flora Mattos e os DJs Croma, Balako, Discopedia e Miria Alves. A entrada é franca nesses horários, mas será preciso colocar nome na lista pois o local estará sujeito à lotação.

Completam a programação os talks de artistas, influenciadores e os embaixadores da marca no Brasil para a campanha #ProudToBelong, Leo e Jade Picon. O objetivo dessas conversas com o público será exaltar as histórias de orgulho e pertencimento, além de compartilhar novas experiências.

+Informações: www.ocupacaoray-ban.com.br

Abaixo você pode conferir os clicks da noite de abertura (09.05):

Link curto desta publicação: https://sland.info/309qVO5
Mostrar mais

Publicações da mesma editoria e/ou vista no instagram