Saia longa ou midi? Em qual investir para valorizar a silhueta?

Algumas tendências são bastante democráticas e ficam bem em todos os tipos de silhuetas. Outras, entretanto, exigem um pouco mais de cuidado na hora de serem usadas, para que não acabem causando ilusões de óticas desfavoráveis que não valorizam nem um pouco o corpo. É o caso das saias longas e midi, que precisam de um pouco mais de atenção aos detalhes. A estilista Keila Benício, a frente da Blu K, dá a dica. “Quem é baixinha, por exemplo, deve evitar a saia midi que termina no tornozelo para não ficar com a silhueta achatada. O ideal é que o comprimento suba até ficar próximo aos joelhos”, indica.

* Leia também:  Salvatore Ferragamo promove a campanha Holiday 2019

Já no caso das saias longas, seja alta ou baixinha, o tamanho ideal é o que deixa, pelo menos, a pontinha do sapato aparecendo. “A modelagem longa demais desfavorece e faz parecer que você comprou uma roupa bem maior que o seu tamanho. Não fica elegante e ainda é perigoso, pois é fácil tropeçar na bainha”, comenta.

Fotos: Diego Braga / Divulgação
Fotos: Diego Braga / Divulgação

Brincar com as proporções também é outro truque que ajuda a modelar o corpo. Quem tem seios pequenos podem investir no top cropped para dar a ideia de um corpo mais alongado ou, ainda, colocar a camisa por dentro da saia para criar um pouco mais de volume. A camisa mais sequinha diminui a silhueta, enquanto os tops mais folgados aumentam.

* Leia também:  Aposte no glamour dos terninhos para completar o look

Na parte de baixo, a regra é a mesma. Quanto menos volume e babados, maior será a sensação de alongamento. As mais cheinhas devem dar preferência às cores mais escuras, como o azul marinho, o vinho e, claro, o preto. “Já nos tecidos, é bom ficar longe das peças em malha, que marcam demais e podem ser desconfortáveis. Uma solução é a malha prene que, apesar de fazer parte do mesmo grupo de malhas, é mais estruturada e não marca tanto a silhueta”, completa Keila. Para as magrinhas, vale investir sem medo nas cores vibrantes, como o rosa, o laranja e o amarelo e nas fendas. “Basta ficar atenta à proporção das pernas, é preciso que ela seja maior que a do tronco para que o visual fique elegante e harmonioso”, finaliza.

Link curto desta publicação: http://sland.site/1RSdObG
Tags
Mostrar mais

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative o seu Adblock para um melhor funcionamento do site.